segunda-feira, abril 22, 2019
Início Direito Civil II Noções Gerais e Princípios dos Contratos - Direito Civil

Noções Gerais e Princípios dos Contratos – Direito Civil

-

1. Conceito de Contrato

Contrato pode ser definido como um negócio jurídico bilateral onde, observando os princípios da boa-fé e da função social, as partes, dotadas de autonomia de suas vontades, estipulam um dever jurídico a ser cumprido.

2. Requisitos para a Validade dos Contratos

Para serem considerados válidos e não nulos ou aniláveis, os contratos deveram seguir os chamados requisitos de ordem geral e de ordem especial.

  • Requisitos de Ordem Geral: Por se tratar de um negócio jurídico, os contratos deverão respeitar os requisitos gerais estipulados pelo artigo 104 de nosso código civil.
    1. Capacidade das partes: As partes devem ser capazes para realizar o negócio jurídico.
    2. Objeto do lícito, possível, determinado ou determinável: O objeto do contrato não pode ser contrário à lei, deve ser possível (Exemplo: Não é possível vender um lote na lua.) e determinado ou determinável.
    3. Forma prescrita ou não defesa em lei: A forma do contrato deve ser de acordo com a lei ou não contrária a ela.
  • Requisitos de Ordem Especial: São considerados de ordem especial os requisitos aplicáveis somente aos contratos.
    1. Consentimento recíproco de acordo entre as partes: As partes devem acordar e demonstrar a vontade de realizar o contrato.

3. Princípios do Direito Contratual

1.3.1. Princípio da Autonomia da Vontade

Respeitadas a lei, a moral e a ordem pública, as partes tem total liberdade e faculdade para, sem qualquer interferência estatal, estabelecer ou não qualquer tipo de contrato.

1.3.2. Princípio da Função Social

Todo contrato deverá respeitar a sua função social, ou seja, observar os valores coletivos acima dos individuais, respeitando:

  • O meio ambiente;
  • A dignidade da pessoa humana;
  • A boa-fé;
  • A igualdade das partes.
Código Civil – Art. 421: A liberdade de contratar será exercida em razão e nos limites da função social do contrato.

1.3.3. Princípio da Relatividade dos Efeitos do Contrato

- Publicidade -

Os efeitos do contrato são inter partes e não erga omnes, ou seja, só se estendem em relação às partes, não podendo efetuar prejuízos a terceiros estranhos ao negócio jurídico.

1.3.4. Princípio da Obrigatoriedade dos Contratos

O contrato deverá ser considerado lei entre as partes, ou seja, deverá ser cumprido sob pena de serem executadas pela parte prejudicada as cláusulas de inadimplemento previstas.

1.3.5. Princípio da Boa-fé e da Probidade

Presente no artigo 422 de nosso código civil, o princípio da boa-fé e da probidade diz que os contratantes devem agir com ética, honestidade e probidade na realização do negócio jurídico, buscando a sua formação e seu cumprimento nos moldes da boa-fé.

Gostou? Compartilhe!

5 Estrelas?

Votos: 1 | Nota: 4

Cola Jurídicahttps://www.colajuridica.com
Tendo como lema: "Direito na palma da mão". O Colá Jurídica enxergou um mundo dominado por concursos na área jurídica e resolveu se preocupar com aqueles que realmente se dedicam ao cumprimento da lei, os estudantes de direito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Redes Sociais

573FãsCurtir
25,769SeguidoresSeguir
1,729SeguidoresSeguir
83InscritosInscrever

Populares

Direito Civil – Bens Divisíveis, Singulares e Coletivos

Após ver os conceitos sobre Bens Fungíveis e Consumíveis, continuaremos nossas aulas sobre os Bens Considerados em si Mesmos com os artigos 87, 88,...