Normas Jurídicas - IED | Cola Jurídica - Aulas, Resumos e Conteúdo Jurídico

Normas Jurídicas - IED

A Norma Jurídica é a norma declarada por um poder organizado e autorizado e que tem como fim regular e organizar algo de forma imperativa.
  • Normas de Conduta: As Normas de Conduta são aquelas Normas Jurídicas que têm como fim regular o comportamento e condutas de pessoas ou grupos da sociedade.
  • Normas de Organização: As Normas de Organização são aquelas Normas Jurídicas que têm como fim regular/estabelecer a organização e a estrutura de órgãos ou regular a estrutura e procedimentos para aplicação de outras normas.

1.1. Norma Jurídica x Norma Ética

A Norma Jurídica se assemelha, mas não deve ser confundida, com a Norma Ética. As Normas Éticas são as consideradas normas morais e estão presente no dia a dia e no pensamento da sociedade, porém não necessariamente são imperativas, ou seja, ninguém se vê obrigado a cumprir uma norma moral. Já as Normas Jurídicas são dotadas de imperatividade, ou seja, possuem o poder de ordem e caráter autoritário.

2. Função da Norma Jurídica

De modo geral as normas jurídicas têm como função regular e organizar a vida em sociedade, seja através da conduta e do comportamento das pessoas ou da organização da estrutura dos órgãos presentes em uma sociedade.
Porém, doutrinariamente, a função da norma jurídica pode ser definida em relação à sua imperatividade e seu autorizamento.

2.1. Quanto à sua Imperatividade

Quanto à imperatividade, as normas jurídicas podem ser classificadas como:
  • Normas Cogentes: Cogentes são as normas cuja sua aplicação é obrigatória, não podendo ser modificada ou afastada pelas partes.
Exemplo: As normas do Código Penal exigem sua aplicação obrigatória, logo, são consideradas cogentes.
  • Normas Dispositivas: Dispositivas são as normas que, diferentemente das cogentes, podem ser modificadas ou afastadas pelas partes.

2.1. Quanto ao seu Autorizamento

Quanto ao Autorizamento, as normas jurídicas podem ser:
  • Mais que Perfeitas: São consideradas mais que perfeitas as normas que com a sua violação autorizam a aplicação de duas sanções: A nulidade do praticado e a pena àquele que violou a norma.



  • Perfeitas: Perfeitas são as normas que quando violadas autorizam somente a nulidade do ano.

  • Menos que Perfeitas: A norma jurídica é menos que perfeita quando sua violação acarreta somente na aplicação de pena àquele que a violou.
  • Imperfeitas: Imperfeita é a norma jurídica cuja sua violação não autoriza a aplicação de nenhuma sanção.

3. Classificação das Normas Jurídicas

As classificações das normas jurídicas apresentadas por Garcia Máynez e redigida por Miguel Reale em sua obra "Introdução ao Estudo do Direito" são consideradas as mais completas e difundidas no mundo jurídico. Os critérios e classificações utilizados foram os seguintes:

3.1. Quanto ao Sistema a que Pertencem

Quanto ao sistema a que pertencem as normas jurídicas podem ser: nacionais, estrangeiras e de direito uniforme.
  • Nacionais: São consideradas nacionais as normas jurídicas que aplicam seu poder em todo um Estado (território).
  • Estrangeiras: É estrangeira a norma jurídica pertencente a um Estado que é aplicada a outro.
  • De direito uniforme: As normas jurídicas de direito uniforme são aquelas comuns a vários estados, adotadas mediante tratados.

3.2. Quanto à Fonte

  • Legislativas: São as normas jurídicas descritas nos códigos. São as leis, decretos e medidas provisórias.
  • Consuentudinárias: São as normas não descritas nos códigos, normas formadas pela sociedade através dos costumes.
  • Jurisprudênciais: Normas criadas pelos tribunais através de suas decisões.

3.3. Quanto à Hierarquia

  • Constitucionais: São as normas que ocupam o topo da hierarquia, são aquelas presentes e no corpo/texto constitucional ou decorrentes de emendas. 
  • Complementares: Sendo inferiores às normas constitucionais, as normas complementares são aquelas que possuem a função de complementar a constituição. Sua aprovação resulta da observância do art. 69 de nossa Magna Carta.
CF/88 - Art. 69: As leis complementares serão aprovadas por maioria absoluta.
  • Ordinárias: São as leis com maior número de exemplos em nosso ordenamento, representam as leis, as medidas provisórias e as leis delegadas.
  • Regulamentares: São representadas em nosso ordenamento pelos decretos.
  • Individualizadas: A última espécie na hierarquia das normas são as normas individualizadas, representadas pelas sentenças, contratos, testamentos, etc... Vale ressaltar que alguns doutrinadores não consideram as normas individualizadas como normas, mas sim como um negócio jurídico.

3.4. Quanto aos Diversos Âmbitos de Validez

  • Quanto ao âmbito espacial de validez as normas podem ser:
    • Gerais: Normas federais, aplicadas em todo o território nacional;
    • Locais: Normas federais, estaduais ou municipais, aplicadas em apenas parte de um território.
  • Quanto ao âmbito temporal de validez as normas podem ser de:
    • Vigência por prazo indeterminado;
    • Vigência por prazo determinado.
  • Quanto ao âmbito material de validez as normas podem ser de:
    • Direito Público;
    • Direito Privado.
  • Quanto ao âmbito pessoal de validez as normas podem ser:
    • Genéricas: Destinadas a todas as pessoas;
    • Individualizadas: Destinadas a determinadas pessoas ou grupo de pessoas.

3.5. Quanto à Sanção/Autorizamento

Quanto ao autorizamento, as normas jurídicas podem ser:
  • Mais que Perfeitas: São consideradas mais que perfeitas as normas que com a sua violação autorizam a aplicação de duas sanções: A nulidade do ato praticado e a pena àquele que violou a norma.
  • Perfeitas: Perfeitas são as normas que quando violadas autorizam somente a nulidade do ato.
  • Menos que Perfeitas: A norma jurídica é menos que perfeita quando sua violação acarreta somente na aplicação de pena àquele que a violou.
  • Imperfeitas: Imperfeita é a norma jurídica cuja sua violação não autoriza a aplicação de nenhuma sanção.

3.6. Quanto à Vontade das Partes/Imperatividade

Quanto à imperatividade, as normas jurídicas podem ser classificadas como:
  • Normas Cogentes: Cogentes são as normas cuja sua aplicação é obrigatória, não podendo ser modificada ou afastada pelas partes.
Exemplo: As normas do Código Penal exigem sua aplicação obrigatória, logo, são consideradas cogentes.
  • Normas Dispositivas: Dispositivas são as normas que, diferentemente das cogentes, podem ser modificadas ou afastadas pelas partes.

3.7. Quanto à Qualidade

  • Positivas: Positivas ou permissivas são as normas que permitem uma conduta (ação ou omissão).
  • Negativas: Negativas ou proibitivas são as normas que proíbem uma conduta (ação ou omissão).

3.8. Quanto às Relações de Complementação

As normas jurídicas podem ser classificadas quanto às relações de complementação como: primárias, aquelas que dependem de complementação de outras normas, e secundárias, aquelas que complementam o sentido das primárias.

3.9. Quanto à Flexibilidade

  • Rígidas ou Fechadas: São as normas que expressam seu texto de forma taxativa, não deixando margem para interpretação, seja por juizes ou pelas demais membros da sociedade.
Exemplo:
Código Penal - Art. 121: Matar alguém.
  • Elásticas ou Abertas: São normas que expressam seu sentido de forma vaga e ampla, sendo necessária a interpretação de juizes para a resolução de casos.
Exemplo:
Código Penal - Art. 233: Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público

É vaga a definição de "ato obseno".

4. Vigência e Efetividade da Norma Jurídica

4.1. Vigência

A vigência é a validade que uma norma jurídica precisa ter para produzir efeitos na sociedade e no mundo jurídico. Essa validade é adquirida quando a norma preenche os requisitos técnico-formais necessários para sua regularidade.
Exemplo: Uma norma que não cumpra o trâmite legal imposto ao nosso sistema legislativo, não poderá produzir efeitos e, logo, não possuirá vigência.

4.2. Efetividade

A própria palavra "efetividade" explica esse conceito, a norma jurídica deve ser efetiva, ou seja, deve produzir resultados. De nada adianta uma norma esquecida, ultrapassada e que não é respeitada pela sociedade ou utilizada pelo julgador.

4.3. Eficácia

A eficácia está diretamente relacionada com a efetividade e diz que a norma jurídica produz o seu papel social, ou seja, produz exatamente os efeitos para que ela foi criada.
Faça o download do PDF desta aula:
 Farelos Jurídicos - Portal Jurídico Sem Barreiras
↓ Continua após a publicidade ↓
Nome

Ação Penal,1,Adimplemento,7,Adimplemento das Obrigações,9,ADVBOX,1,Aplicativos de Direito,1,Arrependimento Eficaz,1,Autoria,2,Bens,6,Bombeiros,1,Classificação das Constituições,1,Classificação das Normas Jurídicas,10,Classificação dos Contratos,1,Classificação dos Crimes,11,Coisas para Saber Antes de Cursar Direito,1,Compensação,2,Concurso de Pessoas,8,Conduta,1,Confusão,2,Conselho Tutelar,1,Consignação,2,Contagem dos Prazos,1,Contratos em Relação a Terceiros,1,Controle de Constitucionalidade,1,Credor Putativo,1,Crime Consumado,2,Crime Impossível,1,Crime Preterdoloso,2,Crime Tentado,2,Crimes de Forma Livre,1,Crimes de Forma Vinculada,1,Crimes Dolosos Contra a Vida,1,Crimes Qualificados pelo Resultado,2,Culpa,2,Culpabilidade,4,Curiosidades,7,Da Estipulação em Favor de Terceiro,1,Da Promessa de Fato de Terceiro,1,Dação,2,Desistência Voluntária,2,Desistência Voluntária e Arrependimento Eficaz,3,Dicas Jurídicas,8,Dicas para Estudantes de Direito,7,Direito à Vida,1,Direito Civil,17,Direito Civil I,6,Direito Civil II,6,Direito Civil: Parte Geral,4,Direito Constitucional,21,Direito Constitucional I,3,Direito Penal,38,Direito Penal I,14,Direito Penal II,17,Direito Penal III,3,Direito Processual,1,Direitos Fundamentais,3,Direitos Humanos,3,Direitos Individuais e Coletivos,2,Do Objeto e da Prova do Pagamento,4,Dolo,3,Dolo Eventual,3,Dos Crimes contra a Pessoa,3,Dos Crimes Contra a Vida,3,Dr. Anísio Gil,1,Economia,2,Elementos Subjetivos do Crime,4,Erro de Tipo,2,Erro de Tipo Acidental,1,Erro de Tipo Essencial,1,Espécies de Ação Penal,1,Espécies de Pena,1,Estado de Necessidade,2,Estrito Cumprimento do Dever Legal,1,Evicção,2,Excludentes,1,Excludentes de Culpabilidade,2,Excludentes de Ilicitude,5,Excludentes de Tipicidade,5,Exercício Regular do Direito,1,Faltas em Aula,1,Fiador,1,Filmes para Estudantes de Direito,1,Formação dos Contratos,1,Formas Especiais de Pagamento,9,Homicídio,1,Igualdade Perante a Lei,1,Ilicitude,6,Imputação,2,Inconstitucionalidade,3,Infanticídio,1,Interrupção e Suspensão,1,Introdução ao Estudo do Direito,6,Iter Criminis,2,Legítima Defesa,2,Lugar e Tempo do Pagamento,3,Macetes,3,Marketing Jurídico,1,Medidas de Segurança,1,Mnemônicos,1,Modalidades das Obrigações,8,Nexo Causal,6,Noções Gerais dos Contratos,1,Nome Sujo,1,Normas Jurídicas,5,Notificação Extrajudicial,1,Novação,2,Obrigações,5,Paradigmas Constitucionais,5,Participação em Suicídio,1,Pena de Multa,5,Pena Privativa de Liberdade,2,Penas,7,Penas Restritivas de Direitos,7,Perfis no Instagram para Estudantes de Direito,1,Poder Constituinte,6,Prática Penal,1,Presentes para Estudantes de Direito,1,Princípios dos Contratos,1,Promessas de Ano Novo,1,Prosa Penal,1,Regimes da PPL,4,Remissão das Dívidas,2,Resultado,1,Resumos,92,Resumos de Direito Civil,29,Resumos de Direito Civil I,16,Resumos de Direito Civil Teoria Geral,5,Resumos de Direito Constitucional,3,Resumos de Direito Penal,54,Resumos de Direito Penal I,41,Resumos de Direito Penal II,13,Resumos de Introdução ao Estudo do Direito,13,Resumos de Obrigações,15,Resumos de Teoria da Constituição,3,Resumos de Teoria do Crime,31,Resumos Direito Civil I,8,Séries sobre Direito,1,Símbolos Nacionais,1,Sub-rogação,2,Teoria da Constituição,17,Teoria do Crime,32,Teoria do Pagamento,5,Teoria Geral dos Contratos,6,Teorias da Culpabilidade,2,Tipicidade,7,Tipo Penal,2,Transmissão das Obrigações,2,Vícios Redibitórios,1,
ltr
item
Cola Jurídica - Aulas, Resumos e Conteúdo Jurídico: Normas Jurídicas - IED
Normas Jurídicas - IED
https://1.bp.blogspot.com/-QDRjDLsaZ_s/W-nOZzAu2GI/AAAAAAAABE8/x2nUt15EaCUstt0bXTfJEWoiCqhm9tjNACLcBGAs/s640/IED---NORMAS-JUR%25C3%258DDICAS.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-QDRjDLsaZ_s/W-nOZzAu2GI/AAAAAAAABE8/x2nUt15EaCUstt0bXTfJEWoiCqhm9tjNACLcBGAs/s72-c/IED---NORMAS-JUR%25C3%258DDICAS.jpg
Cola Jurídica - Aulas, Resumos e Conteúdo Jurídico
https://www.colajuridica.com/2018/11/normas-juridicas-ied.html
https://www.colajuridica.com/
https://www.colajuridica.com/
https://www.colajuridica.com/2018/11/normas-juridicas-ied.html
true
5251343710770382667
UTF-8
Carregar todas as postagens Nada parecido foi encontrado VER TUDO Leia mais Responder Cancelar Resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADAS PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISAR TODAS AS POSTAGENS Nenhum resultado encontrado Voltar para o Início Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Seg Terç Qua Qui Sex Sab Dom Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outrubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM PASSO 1: Compartilhar. PASSO 2: Clicar no link para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy