terça-feira, abril 23, 2019
Início Obrigações Modalidades das Obrigações Direito Civil - Obrigações Divisíveis e Indivisíveis

Direito Civil – Obrigações Divisíveis e Indivisíveis

-

Após conhecer os detalhes das Obrigações de Dar, de Fazer e das Obrigações Alternativas, estamos chegando ao quinto capítulo de nosso Código Civil em relação às obrigações onde falaremos sobre as obrigações Divisíveis e Indivisíveis.

Obrigações Divisíveis

Assim como os Bens Divisíveis, Divisível é a obrigação cuja sua prestação ou seu objeto podem ser fracionados sem que haja alteração de sua substância.

Pluralidade de Credores e Devedores

Havendo mais de um credor ou devedor em obrigação divisível, esta presume-se dividida em tantas obrigações, iguais e distintas, quanto os credores ou devedores, ou seja, caso dois devedores estejam obrigados a R$20.000,00 a um credor, este poderá cobrar R$10.000,00 de cada devedor.

Art. 257 – Código Civil: Havendo mais de um devedor ou mais de um credor em obrigação divisível, esta presume-se dividida em tantas obrigações, iguais e distintas, quantos os credores ou devedores.

Obrigações Indivisíveis

Contrariando o tipo anterior, as Obrigações Indivisíveis são aquelas cujo seu objeto ou prestação não admitem fracionamento sem que haja alteração de sua substância.

Art. 258 – Código Civil: A obrigação é indivisível quando a prestação tem por objeto uma coisa ou um fato não suscetíveis de divisão, por sua natureza, por motivo de ordem econômica, ou dada a razão determinante do negócio jurídico.

Pluralidade de Devedores

- Publicidade -

Havendo dois ou mais devedores, em prestação indivisível, cada um será obrigado pelo total da dívida.

  • O Devedor que paga a divida inteira sub-roga-se (poderá cobrar, vira credor) no direito de credor em relação aos demais.
Art. 259 – Código Civil: Se, havendo dois ou mais devedores, a prestação não for divisível, cada um será obrigado pela dívida toda.
Parágrafo único. O devedor, que paga a dívida, sub-roga-se no direito do credor em relação aos outros coobrigados.

Pluralidade de Credores

Havendo dois ou mais credores, cada um poderá cobrar a dívida inteira, porém, o devedor deverá ter cuidado, pois, para se desobrigar, deverá pagar a todos conjuntamente ou a só um, desde que este dê caução de ratificação dos outros credores.

Art. 260 – Código Civil: Se a pluralidade for dos credores, poderá cada um destes exigir a dívida inteira; mas o devedor ou devedores se desobrigarão, pagando:
I – a todos conjuntamente;
II – a um, dando este caução de ratificação dos outros credores.
  • O credor que receber a prestação por inteiro, deverá pagar, em dinheiro, aos demais credores as partes que lhe caibam no total.
Art. 261 – Código Civil: Se um só dos credores receber a prestação por inteiro, a cada um dos outros assistirá o direito de exigir dele em dinheiro a parte que lhe caiba no total.
  • Caso um dos credores remitir (perdoar) a divida, a obrigação não será extinta para os outros, porém estes só a poderão cobrar descontada a parte do credor que perdoou.
Art. 262 – Código Civil: Se um dos credores remitir a dívida, a obrigação não ficará extinta para com os outros; mas estes só a poderão exigir, descontada a quota do credor remitente.


Parágrafo único.
O mesmo critério se observará no caso de transação, novação, compensação ou confusão.

Caso a Obrigação Indivisível se Perca

  • Sem culpa: Se a obrigação indivisível se perder sem culpa do devedor/devedores, ela será extinta.
  • Com culpa: Se a obrigação indivisível se perder com culpa do devedor/devedores, ela perderá a qualidade de indivisível e será resolvida em perdas e danos, neste caso, se todos os devedores tenham agido com culpa, responderão todos por partes iguais e, caso somente um haja com culpa, responderá este pela totalidade e os demais ficarão exonerados da obrigação.
Art. 263 – Código Civil:
Perde a qualidade de indivisível a obrigação que se resolver em perdas e danos.
§ 1º Se, para efeito do disposto neste artigo, houver culpa de todos os devedores, responderão todos por partes iguais.
§ 2º Se for de um só a culpa, ficarão exonerados os outros, respondendo só esse pelas perdas e danos.
!Este conteúdo é um resumo!
Para acessar a aula completa sobre Obrigações:

Gostou? Compartilhe!

5 Estrelas?

Votos: 0 | Nota: 0

Cola Jurídicahttps://www.colajuridica.com
Tendo como lema: "Direito na palma da mão". O Colá Jurídica enxergou um mundo dominado por concursos na área jurídica e resolveu se preocupar com aqueles que realmente se dedicam ao cumprimento da lei, os estudantes de direito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Redes Sociais

573FãsCurtir
25,769SeguidoresSeguir
1,729SeguidoresSeguir
83InscritosInscrever

Populares

Direito Civil – Bens: Principais e Acessórios

Continuando o estudo sobre os Bens Coletivos, iremos tratar sobre os Bens Reciprocamente Considerados, contido entre os artigos 92 e 97 de nosso Código...